Notícias

  Publicado em 07 de Abril

07 de abril: Dia do Jornalista

Generais e governantes da antiguidade cultivavam um péssimo hábito: ao receberem notícias negativas ou que preferiam não ver disseminadas entre a população, optavam por matar o portador das mensagens. A prática tornou cada vez menos invejável a possibilidade de contato direto com os líderes da época e deu origem a um ditado repetido ainda hoje: não mate o mensageiro.
 
A bem da verdade, é natural de qualquer indivíduo demonstrar certo desconforto diante de críticas. Inaceitável, porém, é usar a força de um cargo, o poder econômico ou o corporativismo de uma organização para silenciar aqueles que por dever de ofício muitas vezes são portadores de notícias desagradáveis. Pior ainda é quando há uma atuação organizada, contínua e agressiva buscando desvalorizar o trabalho da imprensa e do jornalista.
 
Cabe, nesse ponto, uma breve explicação sobre as causas que levaram a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) a definir o 7 de abril como a data em que se deve render homenagens ao Jornalista. Nesse mesmo dia, no distante ano de 1831, o Imperador Pedro I abdicou do trono brasileiro. Poucos meses antes, no dia 22 de novembro de 1830, partidários do governante haviam assassinado a tiros Giovanni Battista Líbero Badaró. A causa? O jornalista era o dono do Observador Constitucional, veículo que fazia oposição ferrenha ao rei. O crime e a repercussão negativa contribuíram de forma decisiva para a decisão de Pedro I.
 
O trabalho do jornalista hoje é mais uma vez alvo de ataques. Mas a liberdade de noticiar o que ocorre na cidade, no estado ou no País, ainda que isso desagrade a quem quer que seja, é vital para a democracia. Temos todos, portanto, a obrigação de defender e valorizar a atuação do jornalista – hoje, amanhã e sempre.
 
A Associação Catarinense de Imprensa (ACI) – Casa do Jornalista busca fazer isso todos os dias. A entidade, com apoio do SEBRAE, passa por um processo de modernização que pretende transformá-la em parceira essencial para o fortalecimento da profissão. Preparar o jornalista para enfrentar as mudanças no mercado, apoiar o empreendedorismo, ampliar discussões. E, sobretudo, defender a liberdade de atuação.
 
Para aqueles que se sentem ultrajados pelas críticas, deixo um ensinamento célebre do grande Santo Agostinho. Disse ele: “Prefiro os que me criticam, porque me corrigem, aos que me elogiam, porque me corrompem”.
 
 
Ademir Arnon, presidente da Associação Catarinense de Imprensa – ACI – Casa do Jornalista

0 Comentários




Repita: « 2 67310
*Seu e-mail não será publicado.
ACI - Associação Catarinense de Imprensa - Casa do Jornalista - Voltar
Facebook - ACI - Associação Catarinense de Imprensa - Casa do Jornalista Twitter - ACI - Associação Catarinense de Imprensa - Casa do Jornalista RSS - ACI - Associação Catarinense de Imprensa - Casa do Jornalista
Artigos
Confira nossos artigos: Veja mais artigos - ACI - Associação Catarinense de Imprensa - Casa do Jornalista
Enquete

Nenhuma enquete no momento

Newsletter - ACI - Associação Catarinense de Imprensa - Casa do Jornalista

Endereço

Av. Hercílio Luz, 639 – 9° andar
Sala 904/905 - Ed. Alpha Centauri
Centro – Florianópolis SC / 88020-000

Contatos

Fone/Fax: (48) 3222.2320
contato@casadojornalista.org
Copyright © 2012 Casa do Jornalista.
Desenvolvimento: Codde Comunicação Digital